A celulite resulta de 3 factores associados:

1 - Acumulação de gordura numa zona rica em celulas gordas (adipócitos). O consumo exagerado de doces é um dos responsáveis desta lipogenese.

2 - Uma insuficiência microcirculatória no tecido adiposo superficial. Tem como consequência uma má oxigenação dos tecidos, responsável pela inflamação crónica e por fenómenos fibrosos. Esta má microcirculação tem certamente uma origem genética, mas a pressão exercida pelo aumento de volume do tecido adiposo aumenta a sintomatologia. Uma insuficiência linfática associa-se, muitas vezes, a um problema vascular.

3 - A acumulação de líquidos que daí resulta aumenta mais a pressão, e é este o ciclo vicioso da celulite. Esta hiperpressão, associada à fibrose, origina o aspecto irregular da epiderme. Com o tempo, a pele perde a sua elasticidade e instala-se uma flacidez que acentua o aspecto inestético.

Já vimos no capítulo precedente que a Mesoterapia ajuda a melhorar a microcirculação e a drenagem linfática. Pode também lutar-se contra a flacidez através de substâncias que tonificam a pele (Revitacare, SILICIO).

Por fim, é necessário especificar que o simples facto de picar a pele múltiplas vezes tem um efeito tensor. De facto, cada picada é uma micro ferida, induzindo a uma micro cicatrização com produção de fibras de colagénio.

Resumindo...

A Mesoterapia é um tratamento simples e eficaz no combate ao excesso de peso e à celulite. Permite, através de uma estimulação da microcirculação e da drenagem linfática, melhorar as comunicações entre o tecido adiposo superficial e o restante organismo. Além disso, através de uma amplificação do fenómeno de lipólise, leva a um emagrecimento preferencial das zonas tratadas. O resultado é, assim, uma melhoria global do aspecto da celulite (pele lisa e mais tonificada), e uma diminuição dos volumes de gordura superficial.

A Mesoterapia é, provavelmente, o tratamento mais antigo da medicina estética (excepto o peeling), e a sua utilização nos programas de emagrecimento e tratamento de celulite é interessante.