Como tratar das olheiras?

As olheiras têm basicamente duas origens:

  1. Uma pele fina com ausência de derme consistente na zona debaixo do olho, deixando ver o azulado dos vasos ou/e uma pigmentação anormal da zona.
  2. Também a olheira aparece com o envelhecimento, havendo uma perda dos volumes na zona que envolve os olhos. A flacidez e perda progressiva da gordura facial e estrutura óssea acentuam o efeito da gravidade, que na posição vertical, faz descair os tecidos, ficando a zona periocular com menos volume.

Temos assim o infeliz ar cansado, triste e envelhecido. O tratamento é feito por preenchimento em duas ou 3 sessões, para ser o mais suave e natural possível.

A substância mais adaptada é o hidroxiapatite de cálcio (Radiesse) mas também se pode usar o hialuronato de sódio reticulado (hialurónico das marcas Stylage, Belotero, Filorga...) que é injetado com agulha ou microcânula.

A única chatice pode ser a nódoa negra.

A dor é igualmente mínima, pois é uma zona pouco sensível e o próprio produto contém anestésico.

São necessárias 2 ou 3 sessões , espaçadas de 2 ou 3 meses, se a olheira é funda. A utilização das microcânulas permite tratar esta zona delicada sem riscos nem marcas.

O pós tratamento imediato é apenas uma ligeira vermelhão. A aplicação é repetida habitualmente 2 anos depois, havendo necessidade habitualmente apenas de retoque.

O custo do tratamento varia entre 200 a 360 € por sessão, em função da quantidade de material utilizado, 1 ou 2 ml.